Franquias de turismo funcionam até em casa e custam a partir de R$ 5.400

Franquias de agências de viagem que trabalham em esquema home office, em salas comerciais ou em pequenas lojas chamam a atenção pelo baixo investimento inicial.

Franquias de agências de viagem que trabalham em esquema home office (em casa), em salas comerciais ou em pequenas lojas chamam a atenção pelo baixo investimento inicial. Há opções a partir de R$ 5.400, caso da Ahoba Viagens. No entanto, é importante que o franqueado tenha talento para vendas e uma boa rede de contatos.

Continuar lendo Franquias de turismo funcionam até em casa e custam a partir de R$ 5.400

MEI ganha aplicativo que ajuda na gestão do negócio

Receita Federal lançou programa que permite que o Microempreendedor Individual emita boleto e verifique seus pagamentos

Os microempreendedores individuais (MEI) já podem consultar a regularidade das suas contribuições mensais e emitir os seus boletos pelo celular ou tablet. A Receita Federal lançou um aplicativo que permite que o MEI acompanhe toda a sua situação tributária.

O programa APP MEI está disponível para as versões Android e iOS e pode ser baixado gratuitamente. Os usuários podem emitir os documentos de Arrecadação (DAS) já vencidos e a vencer.

Continuar lendo MEI ganha aplicativo que ajuda na gestão do negócio

E-book ensina como montar departamento de exportação

banner_livro
A cartilha eletrônica foi editada na versão digital e apresenta a sugestão da estrutura ideal de um Departamento de Exportação.

Muitas empresas reclamam que não conseguem exportar ou que as suas exportações não decolam. A profissionalização do departamento de exportação é uma das medidas iniciais para que a empresa consiga ter sucesso em suas vendas internacionais.

Pensando nesta necessidade de mercado o ExportNews disponibiliza o E-Book “Como montar um departamento de exportação”, de autoria do consultor em Comércio Exterior, Gilberto Campião.
Continuar lendo E-book ensina como montar departamento de exportação

Máquina de fazer doces e salgados aumenta produção

Uma máquina de fazer salgados e doces que pode produzir até 5 mil unidades por hora ajuda e muito a aumentar o faturamento das empresas. Em muitos empreendimentos um único equipamento pode fazer a diferença na hora de aumentar a produção de pequenos negócios.

Grandes, bem recheados e deliciosos, os salgados e doces do empresário Vanderlei Simões sempre deixaram a clientela de água na boca. O grande problema é que ele fazia tudo à mão. Um a um. E não dava conta de atender todo mundo.
Em 2007, Vanderlei e o filho Paulo Henrique Simões compraram a máquina de fazer salgados e doces. Muito diferente de enrolar na mão. Vanderlei coloca a massa em um compartimento, o recheio no outro, liga a máquina e começa a produção.
O equipamento é rápido e faz 80 salgados por minuto. E o tamanho pode variar, dos mini aos grandões. Basta trocar o molde e o equipamento também faz risoles, croquetes e bolinhos. Continuar lendo Máquina de fazer doces e salgados aumenta produção

Cartilha traz dicas sobre embalagens para exportação

O Instituto de Embalagens lançou, com apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), um material inédito para o exportador que precisa adequar suas embalagens ao mercado externo. A cartilha Embalagens para Exportação – Alimentos e Bebidas (clique aqui para acessar) orienta as empresas brasileiras sobre a importância do tema e traz dicas práticas sobre projetos de design, cuidados no transporte e armazenamento, novos materiais e tecnologias e a importância do estudo das culturas de consumo nos mercados internacionais.
Para a Apex-Brasil, a embalagem é um ponto fundamental para o aumento da competitividade internacional das empresas brasileiras. “Uma embalagem inovadora e com um bom design pode ajudar a conquistar os disputados espaços nos pontos de venda, elevar o valor da mercadoria e, consequentemente, aumentar as exportações”, afirma Adriana Rodrigues, coordenadora de Competitividade da Apex-Brasil.

Continuar lendo Cartilha traz dicas sobre embalagens para exportação

Cinco redes de franquias para trabalhar em casa

Confira o perfil de algumas marcas que oferecem a possibilidade de abrir um negócio em casa

Abrir uma franquia em casa é a opção de muitos empreendedores que não têm capital suficiente para um negócio maior e que pretendem trabalhar sozinhos, amparados por uma marca já conhecida. Com investimento mais baixo e sem necessidade de um ponto comercial, o franqueado tem menos custos fixos e mais flexibilidade de horários.

É importante, no entanto, ter um espaço adequado na casa para trabalhar. Caso contrário, o dia-a-dia da família pode interferir e até prejudicar o negócio. “Ele precisa saber se tem disciplina para ser um franqueado que trabalha de casa. O maior desafio é saber que mesmo trabalhando em casa ele tem hora para começar e parar”, sugere Thaís Kurita, da KBM Advogados.

Vale lembrar que é importante verificar a viabilidade para abrir o negócio em casa. “Ele sempre deve conversar com o contador e esse profissional vai falar o que precisa”, diz Thaís.

Continuar lendo Cinco redes de franquias para trabalhar em casa

Oito dicas de marketing de conteúdo para pequenas empresas

O objetivo de uma estratégia de marketing de conteúdo eficiente é criar um canal de relacionamento e ganhar a confiança do visitante do seu site, com o foco de transformá-lo em cliente.

Confira algumas dicas para pequenas e médias empresas que estão iniciando suas estratégias de marketing de conteúdo, para começar a gerar resultados rápidos e a baixo custo:

Continuar lendo Oito dicas de marketing de conteúdo para pequenas empresas

Confira 5 dicas para a pequena empresa que quer exportar

Se vender para o mercado interno exige atenção e cuidados, comercializar para outros países é um desafio ainda maior. “No geral, as empresas, especialmente as de pequeno porte, contam com parceiros locais que atuam como intermediadores, como importadores e distribuidores”, afirma Olavo Henrique Furtado, coordenador da pós-graduação da Trevisan Escola de Negócios (SP) e consultor em negócios internacionais.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações brasileiras representam menos de 1% do mercado mundial. Olavo afirma que as pequenas empresas participam ativamente desse processo, sendo maioria no volume de itens exportados. As grandes organizações, no entanto, representam a maior fatia do faturamento.

Com a ajuda de Olavo e da analista técnica da área de capacitação empresarial do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-Nacional), Alessandra Cunha Souza, o Terra montou um passo a passo para a empresa que deseja começar a exportar

Continuar lendo Confira 5 dicas para a pequena empresa que quer exportar